• Bianca Pereira

THE GIRL WITH THE LOUDING VOICE

Atualizado: Mar 13



“My mama says education will give me a voice. I want more than just a voice, Ms. Tia. I want a louding voice.”

Publicado no início de 2020, “The Girl with the Louding Voice’’ foi escrito por Abi Daré, uma escritora nigeriana que por meio do enredo da menina Adunni, transmite constantemente os ideais de coragem, superação, esperança e determinação. Além disso, a obra ainda narra diferentes e relevantes temáticas como a intensa desigualdade social, a corrupção, o tráfico humano e trabalhos forçados, mas principalmente a desigualdade de gênero e a falta de acesso à educação por grande parte das meninas do país.

Ligado a isso, formada por mais de 250 grupos étnicos e com a economia fomentada pela exportação de petróleo, hoje a Nigéria é o Estado mais rico do continente africano. No entanto, grande parte da população sobrevive com menos de 1 dólar por dia, configurando uma situação de extrema vulnerabilidade, já que, de acordo com escala mundial, a linha de pobreza hoje é calculada em US$ 1,90 diários.

Nesse contexto, a história tem início com a morte da mãe de Adunni. A protagonista, que vive em um completo estado de miséria é então obrigada a se casar (ilegalmente) aos 14 anos de idade para conseguir dinheiro para manter sua família, circunstância essa que também a forçou a deixar de lado seus estudos. Pela lei nigeriana, o casamento infantil é ilegal desde 2003, mas 17% das meninas do país ainda são submetidas ao matrimônio forçado, com destaque àquelas que vivem em pequenas vilas. Ademais, o dote do casamento de Adunni era fundamental para manter as despesas da casa e pagar as dívidas do pai.

No desenrolar da trama e na busca de realizar seu sonho de estudar e conseguir uma “louding voice”, a personagem foge de sua vila com destino à capital, Lagos, onde foi uma das vítimas de trabalho compulsório relacionado ao tráfico de pessoas. De acordo com um relatório da UNICEF de 2006, aproximadamente 15 milhões de crianças menores de 14 anos, principalmente meninas, trabalhavam na Nigéria em condições análogas à escravidão.

Adunni questiona as estruturas sociais, perguntando-se sempre o motivo pelo qual as mulheres sofrem mais dos que os homens na sociedade, por que têm que abdicar de seu futuro, em destaque dos estudos, e almejar o casamento. Além disso, considerando tal realidade, a autora ainda relata que cerca de 30% das empresas registradas na Nigéria são propriedade de mulheres e são fundamentais para a economia do país, no entanto o desenvolvimento contínuo desses negócios é muitas vezes prejudicado pelo acesso limitado a fundos e pela discriminação de gênero.

Esta é realmente uma história sobre uma jovem cuja persistência e coragem a conduzem, até que atinja sua voz forte e clara. O livro permite-nos entrar em contato com a realidade de muitas meninas e mulheres ao redor do mundo, mostrando como elas têm que abdicar de seus objetivos em função da sociedade em que vivem. “The Girl with the Louding Voice” é ótimo para abrir nossos olhos para uma realidade não muito distante da qual vivemos, lembrando também que nunca devemos desistir dos nossos sonhos apesar das dificuldades e da injustiça social, e enfatizando que o acesso à educação é o melhor caminho para transformarmos a nossa realidade e o mundo.

“Chegará o dia em que minha voz soará tão alta em toda a Nigéria e em todo o mundo que poderei fazer com que outras meninas tenham sua própria voz, porque eu sei que quando terminar meus estudos vou encontrar uma maneira de ajudá-las a ir para a escola.”

Referências Bibliográficas

ARAÚJO, Felipe. “Linha de pobreza.” InfoEscola, https://www.infoescola.com/sociologia/linha-de-pobreza/. Accessed 21 Janeiro 2021.

CLARKE, Joe. “Nigeria: Child brides facing death sentences a decade after child marriage prohibited.” The Guardian, 11 Março 2015, https://www.theguardian.com/global-development-professionals-network/2015/mar/11/the-tragedy-of-nigerias-child-brides. Acessed 21 Janeiro 2021.

DARÉ, Abi. The Girl with the Louding Voice. Dutton, 2020.

UNICEF. “National Report: Nigeria.” Global Study on Child Poverty and Disparities, https://www.unicef.org/socialpolicy/files/Nigeria_GLOBAL_STUDY_ON_CHILD_POVERTY_AND_DISPARITIES_smaller.pdf.