• Maria Tereza

Pachinko



Pachinko livro da autora sul-coreana Min Jin Lee, retrata por meio de conto a imigração de coreanos para o Japão, no livro iremos conhecer a família de Sunja antes mesmo de

seu nascimento em uma pequena vila de pescadores na Coréia, o livro se inicia em 1910 onde a Coréia ainda era um país ocupado pelo Japão e termina em 1989 no Japão.


O livro perpassa sobre fatos históricos importantes, como, a Segunda Guerra Mundial, a explosão das bombas em Hiroshima e Nagasaki e a Guerra das Coreias.

Diante de todo esse contexto histórico, Sunja se casa e se muda para Osaka com seu marido e com o passar do tempo vamos acompanhar as gerações dessa família, nesse momento é possível perceber que a vida deles no Japão era tão difícil quanto na Coréia, pois os coreanos que imigraram para lá não conseguiam uma moradia digna e as oportunidades de trabalho eram poucas.

O preconceito sofrido pelos coreanos acaba mudando o comportamento de todos, principalmente da geração mais nova, que na escola sofriam muita discriminação e acabavam escondendo o fato de serem coreanos.


O Pachinko, jogo de azar muito famoso no Japão, é muito importante na narrativa da

história, pois os coreanos muitas vezes só conseguiam trabalhar nas casas de jogos, porque não tinham as mesmas oportunidades de emprego que os japoneses e viam no pachinko uma oportunidade de ter uma vida mais digna.


O livro é um drama pesado porém necessário, que retrata de maneira visceral como era a vida dos coreanos que imigravam para o japão no século XX.